Comunicar pode ser fácil... Se no tempo que a vida nos permite procurarmos transmitir o essencial, desvalorizar o acessório e contribuir, num segundo que seja, para que a mensagem se assuma como tal e não como um universo de segredos...

27
Dez 05
Um guia publicado pelos Repórteres Sem Fronteira (RSF) e patrocinado em parte pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros Francês classifica o bloggers como os “novos heraldos da livre expressão”, porque proporcionam conselhos como se deve fazer um blog e corrê-lo anonimamente. Este guia tem como objectivo ajudar os dissidentes cibernautas a evitar a censura em países como o Irão, Vietname e Cuba. A China também devia estar incluída neste leque de países que condiciona a circulação de informação via net e cujos cibernautas devem ser ajudados.


Cerca de 150 jornais em todo o mundo já recorrem ao puzzles Sudoku e o número de interessados continua a subir. A única razão para este interesse é que este puzzle de lógica numérica é viciante, como prova a moda que corre nos EUA nos últimos anos. Para as empresas de jornais este jogo de lógica já é considerado o jogo ideal para cativar novos leitores. Aliás, jornais de renome como o New York Post ou o Washington Post já aderiram à moda porque o crescimento das audiências é exponencial.


Com pouco investimento publicitário, uma boa actividade ao nível de notícias e a melhor relação investimento/share of voice/notoriedade espontânea em top of mind, a BMW foi a marca que atingiu uma melhor perfomance segundo os resultados que sairam do Estudo de Automóveis elaborado pela Memorandum, no qual é cruzado o conteúdo de informação veiculada em Agosto pelas principais marcas de automóveis com o investimento publicitário e a notoriedade da marca. Os resultados são obtidos através de um estudo de opinião.


Os jornais nacionais registaram este ano uma movimentação anormal a nível dos seus quadros directivos. Só o 24 Horas, o Independente e o Tal&Qual não fizeram alterações. Apesar das maiores alterações se terem registado no Diário de Notícias, o caso mais mediático é a saída de José António Saraiva do cargo que desempenhava no Expresso.
Estas alterações têm gerado alguma instabilidade no sector, numa altura em que precisava do máximo de tranquilidade para fazer face à crise que tem atingido o sector directamente e indirectamente através da quebra de receitas publicitárias.
publicado por Marco Freitas às 15:45

Dezembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sobre mim e autores
pesquisar
 
links
blogs SAPO