Comunicar pode ser fácil... Se no tempo que a vida nos permite procurarmos transmitir o essencial, desvalorizar o acessório e contribuir, num segundo que seja, para que a mensagem se assuma como tal e não como um universo de segredos...

18
Jul 06
Quando decidi comprar o livro de Manuel Maria Carrilho, "Sob o signo da verdade", e dei disso conhecimento a alguns dos meus amigosa sua reacção foi de que tinha perdido dinheiro e a respetiva leitura seria perda de tempo.
Devo dizer que independentemente dos autores e das matérias (salvo excepções radicais) comprar um livro nunca é perder dinheiro e a valia da sua leitura só pode ser averiguada depois de terminada.
Mas, não foi este o princípio que me levou a comprar o "Sob o signo da Verdade". Nem foi, com certeza, a capa personalizada na figura do autor, que se exprime de forma vazia, nem a conscuvilhice política que previsivelmente abunda no mesmo livro.
A razão da sua compra foi única e exclusivamente a curiosidade em saber como é que esta "amostra de político nacional" ataca a comunicação social que o ajudou a ser figura pública e as agências de comunicação que já colocaram líderes também do seu partido no governo do País, e que razões assitem a ete ataque.
Decidi, por questão de princípio, ler estas páginas com suficiente abertura de espírito e alguma objectividade, sendo que esta última esbarra na dificuldade da definição que tenho sobre o estilo de fazer política do autor do livro (que não é certamente aquele que ele alega no seu livro já que a interpretação da política que produz cabe aos cidadãos e não ao próprio).

A minha ideia sobre o livro será dada a espaço aqui no blog, que aproveito para lançar o desafio para quem quiser discutir algumas das matérias que envolvem a comunicação social e a política, em meu entender, o assunto mais importante do livro.

o astrisco
publicado por Marco Freitas às 17:58

Amigos, como hoje não estou muito bem "inspirado", daí recorrer a dar uma opinião sobre as tais agências de comunicação de que Manuel Maria Carrilho fala no seu livro "Sob o Signo da Verdade", acusando essencialmente a Cunha Vaz & Associados «de lhe ter oferecido os seus serviços, em que incluía a compra de jornalistas, aquando da sua corrida à presidência da Câmara de Lisboa» (sic. DN de 29.05.06), além de outros "ataques" a jornalistas e órgãos de comunicação social. Todos sabemos que isso não é nem verdade, nem meia-verdade ou, quiçá, toda a verdade.....nos dias que correm, acredito que este político, que diz ter sido atacado e a quem foi roubado a possibilidade de subir ao poleiro, tudo é possível...inclusive o próprio poderia ter sido beneficiado, caso assim a conjuntura mediática o quisesse, a fim de "anular" os pontos fortes e evidenciar os fracos do seu mais directo oponente!!!! Só se fosse parvo!!!!
Há pouco tempo estive na apresentação de um projecto da ACIF, denominado "Negócios do Futuro", na qual realizaram um seminário com algumas "estrelas", casos de sucesso de madeirenses e gente ligada à Madeira, para darem o seu exemplo de sucesso....Quem lá estava, além de outroas, António Cunha & Vaz... a dada altura da sua palestra, o empresário referiu o caso da campanha em que, como todos fazem, tentam aproveitar os pontos fracos dos adversários, evindenciando-os publicamente, nomeadamente nos debates televisivos. Lembro que naquele afamado debate que terminou com uma recusa de Carrilho em cumprimentar Carmona Rodrigues, tendo este dito "gente ordinária..."!!! Lembram-se, certamente! Pois, o Sr. Dr. Cunha Vaz referiu nesse encontro da ACIF que os responsáveis da campanha de Carrilho estavam tão preocupados com a referência ao tal "caso da retrete" cultural, quando este era ministro, que pediram para que os responsáveis da campanha de Carmona "retirassem" esse tema da agenda, na "hora dos ataques pessoais", próprio dos debates....Cunha Vaz disse à boca cheia que, naquele momento, soube exactamente o que o "seu" candidato tinha de fazer para tirar vantagem desse caso, que até já tinha sido esclarecido publicamente (acho eu?!.....
O que acham então disto?! Seá que carrilho falou toda a verdade, meia verdade ou apenas a verdade?! Para mim, nem 1/5 da verdade foi esclarecido nesse livro!!! deixo esta para reflexão...
Pois bem, após um longo período sem contribuir para o astrisco, eis que deixei esta mensagem!!! Espero regressar em breve...

Porque a Vida é Bela...Carpe Diem
Francisco Cardoso a 20 de Julho de 2006 às 16:39

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Julho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Sobre mim e autores
pesquisar
 
links
blogs SAPO