Comunicar pode ser fácil... Se no tempo que a vida nos permite procurarmos transmitir o essencial, desvalorizar o acessório e contribuir, num segundo que seja, para que a mensagem se assuma como tal e não como um universo de segredos...

01
Jun 07
O projecto de análise à cobertura noticiosa relacionada com as eleições antecipadas continua e, por isso, o astrisco divulga os dados referentes ao mês de Março.

Apesar de terminado o período eleitoral e de conhecidos os resultados iremos manter a política de transmitir os resultados quantitativos sem análise qualitativa ou considerações sobre o comportamento da imprensa, dos autores dos textos, das fontes e as reacções registadas.

A expectativa do astrisco - e que tem saído falhada – é que a divulgação destes dados sejam um incentivo à participação activa dos jornalistas e que os comentários acrescentados possam ser peças chave para a análise final deste período.


Os dados

- No mês de Março foi publicado um total de 720 peças noticiosas divididas da seguinte forma: Jornal da Madeira 299 e Diário de Notícias da Madeira 421.

- Só a terceira parte do mês de Março (entre os dias 21 e 31) supera em número de notícias o período que se seguiu à demissão de Jardim, com 192 artigos no DNM e 123 no Jornal. Ou seja, nos últimos dias de Fevereiro registamos 112 artigos e no DNM 157, enquanto que no primeiro terço de Março foram registados, respectivamente, 89 e 94 artigos. No segundo terço de Março o JM produziu 87 peças e o Diário 135.

- Quanto às fontes importa salientar que no mês em causa o Jornal da Madeira é o título que maior preponderância dá às fontes políticas. Em suma, 76,3% dos artigos têm origem na política contra os 65,5% do Diário.
No DNM é de notar que as notícias têm origem, despois da política, na própria imprensa, com 24,2% dado que é muito inferior no no Jornal (8,4%).

- Nos títulos, em termos de referências a personalidades, Jardim obtém maior número de referências que Serrão: 37 contra 18 no Diário e 23 contra 5 no Jornal.
Quanto aos partidos é o PS que tem maior número de referências, quer no Diário quer no Jornal. Assim, no DNM o PS está presente em 40 títulos e o PSD em 24 enquanto que no Jornal o PS é referenciado 21 vezes e o PSD 18.
Quanto aos partidos pequenos, o Diário deu mais destaque do que o Jornal, contrariando a tendência de Fevereiro. O CDS foi o partido mais referenciado nos títulos.

- No que diz respeito à distribuição das notícias por dia é visível que o volume de peças aumenta com o decorrer do mês em correspondência com o avanço da campanha.

Conclusão

O trabalho de recolha está feito. Nos próximos tempos apresentaremos os dados de Abril e os referentes ao mês de Maio até ao dia seguinte às eleições.
Acreditamos que esta análise irá permitir responder a várias questões entre as quais perceber qual o nível de envolvimento da Comunicação social regional nestas eleições. Será que à paixão política com que se viveu estas eleições se pode associar uma paixão noticiosa?
publicado por Marco Freitas às 09:18

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Junho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Sobre mim e autores
pesquisar
 
links
blogs SAPO