Comunicar pode ser fácil... Se no tempo que a vida nos permite procurarmos transmitir o essencial, desvalorizar o acessório e contribuir, num segundo que seja, para que a mensagem se assuma como tal e não como um universo de segredos...

11
Abr 08
As XI jornadas de comunicação serviram igualmente de rampa de lançamento de mais um título para o mercado intitulado “O jornalista em construção”. Joaquim Fidalgo, o autor da publicação, aproveitou com este seu novo trabalho para lançar algumas luzes sobre o futuro da profissão de jornalistas. Para este docente e investigador na área a comunicação, a profissão de jornalistas, ao contrário do que muitas pessoas afloram, não está em vias de extinção. Tem de haver, isso sim, uma reformulação da sua vocação num cenário em que existe uma cada vez maior circulação da informação. Para JF, o jornalismo tem, isso sim, de enveredar mais pela vertente da interpretação, sinalização para a navegação no mar da informação, ajudar as pessoas a saber ler o que lhes é apresentado, mais do que revelar dados. Essa função, actualmente, cabe mais às agências de informação e comunicação.


Jorge Paraíso
publicado por Marco Freitas às 14:13

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Abril 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Sobre mim e autores
pesquisar
 
links
blogs SAPO