Comunicar pode ser fácil... Se no tempo que a vida nos permite procurarmos transmitir o essencial, desvalorizar o acessório e contribuir, num segundo que seja, para que a mensagem se assuma como tal e não como um universo de segredos...

28
Jan 10

 
 

 

Como vai reagir a imprensa escrita ao iPad e aos seus semelhantes das outras marcas?

 

Há muito que se fala do fim do papel... Parece mais perto e real ou ainda podemos acreditar na manutenção do meio tradicional. Estará a comunicação social preparada para enfrentar estas inovações? 

 

Leia mais aqui

 

 http://www.guardian.co.uk/media/pda/2010/jan/28/can-apple-ipad-save-newspapers

publicado por Marco Freitas às 10:55

27
Jan 10

 

 

 

 

 

 A notícia do Jornal da Madeira - que desta vez, curiosamente se antecipou ao DNM - anuncia o seguinte: "Luis Faria Paulino e Ricardo Miguel Oliveira são os dois nomes apontados como sucessores de Leonel Freitas à frente dos destinos da RTP-M."

 

É sabido que desde a altura em que o ex-Director Leonel Freitas se demitiu começou a corrida para ver quem acertava no nome do substituto. Um processo que, aparentemente, até a sua conclusão deveria ser exclusivamente do foro interno, tem vindo parar à praça pública, sem que na maior parte das notícias se conheçam posições oficiais. Eu diria que estamos a lidar com a comunicação social no seu melhor. 

 

O nome do novo director do canal de televisão público na Madeira é, naturalmente, uma questão de todos nós. Mas o processo até a sua escolha já é uma matéria do foro interno. De que forma é que devemos olhar para as notícias que foram sendo publicadas? Fica a interrogação para quem tiver capacidade de responder. Só espero que estas não sejam ao estilo dos jornais desportivos.

 

MPF pelo *astrisco*

publicado por Marco Freitas às 16:28

24
Jan 10

A

Vista aérea da Escola Profissional de Braga

 

Escola Profissional de Braga arranca, na segunda-feira, com o canal EPB TV, uma nova televisão online criada para potenciar os seus recursos internos nas áreas dos audiovisuais, informática, comunicação e marketing, disse hoje fonte do organismo.

 

Segundo Alexandra Corunha, do departamento de Comunicação, a EPB TV parte com duas produções: um programa de informação regular "TV Plural" e o "Mundo do Nuno", onde Nuno Silva aborda questões informais sobre a actualidade.

 

"Pretendemos dinamizar toda a comunidade na produção de conteúdos originais", sublinhou.

 

Para Paulo Sousa, director-geral, "o canal representa o espaço de partilha com o meio que envolve a escola, onde serão apresentados os projectos e ideias que nascem da inovação e ousadia de alunos e professores".

 

Servirá "para divulgar as actividades tecnológicas e culturais desenvolvidas internamente e também para promover conteúdos em parceria com as mais diferentes instituições e agentes da região".

 

A EPB TV arranca com uma produção essencialmente dirigida aos públicos internos, mas a Escola assume a ambição de dirigir progressivamente vários projectos para toda a comunidade regional.

 

A estação vai apresentar notícias, reportagens, documentários, concursos e debates dinamizados por alunos e professores sobre as mais diferentes temáticas e abordagens.

 

"Queremos mostrar o que os alunos desenvolvem em pesquisas, investigação, inovação tecnológica, projectos técnicos e culturais, dar a conhecer as actividades e eventos que a EPB organiza, e queremos que os alunos tenham um novo espaço para explorar a sua criatividade e as suas ideias mais arrojadas", afirma.

 

Neste sentido, a direcção da EPB conta com os públicos internos (alunos, funcionários e professores), mas também com os externos (alunos de outras escolas, agentes culturais e sociais, entre outros) para a criação de novos formatos televisivos na região.

 

Ficção, humor, investigação, directos poderão ser desenvolvidos com os recursos técnicos e humanos da EPB TV.

 

A direcção assume que o canal procura estabelecer parcerias com as instituições da cidade para promover novos conteúdos e divulgar produtos, serviços e eventos.

publicado por paradiselost às 19:55

14
Jan 10

 

 O chefe executivo do maior grupo privado de mass media de Chipre foi baleado mortalmente à porta de casa, em Nicosia.

 

Andis Hadjikostis dirigia o Grupo Dias. No país especula-se sobre as razões do assassinato. Julga-se que na origem deste acto estiveram razões políticas relacionadas com o início de negociações entre as parte gregas e turcas de Chipre.

O Grupo de media em questão controla a Sigma Television, o canal que lidera o ranking nacional e o Simerini, um jornal nacionalista que se opõe aos esforços da Nações Unidas para a reunificação da ilha.

 

Este caso adensa o número de vítimas neste sector de actividade. Apesar de se afirmar que a liberdade de expressão e de imprensa são um dado adquirido, a verdade é que encontramos diariamente casos que revelam fortes atropelos a estes direitos. Alguns, inclusive, alimentados pelos próprios profissionais.

 

Esta caso levanta ainda a questão da participação social activa dos media. Até que ponto os jornalistas e os meios que representam devem assumir e defender abertamente causas. Se por um lado, temos a questão da transparência dos jornalismo praticado, por outro temos o risco da insegurança...

 

São questões que acrescentam problemas a uma classe actualmente muito desorientada e em risco.

 

Marco Freitas 

publicado por Marco Freitas às 15:01

13
Jan 10

 Vídeos do Haiti... Este é um exemplo que é importante defender e apoiar medidas para o desenvolvimento de países como o Haiti...

 

 

 

publicado por Marco Freitas às 17:29

 O comunicação social em 2009 foi palco e objecto de muitas situações peculiares que pouco ou nada abonaram em seu favor e da credibilidade que precisam ter para desempenhar o seu papel na democracia portuguesa. 

 

Muitos contribuíram para o descalabro do sector em 2009. O Primeiro-Ministro de Portugal também algumas responsabilidades no sector, ao deixar-se envolver num conjunto de situações que deixavam no ar a ideia para desenvolver pressões sobre os jornalistas e, mesmo, ao protagonizar o caso que todos se devem recordar.

 

publicado por Marco Freitas às 12:06

 No panorama da televisão portuguesa importa registar e recordar o adeus de um homem que marcou a infância de uma geração: Vasco Granja.

 

 

 

Veja um vídeo que resume a sua vida

publicado por Marco Freitas às 11:59

4News é a nova agência de jornalismo a chegar ao mercado.

 

A ideia de avançar para este projecto, explica ao M&P João Naia, antigo chefe de redacção de O Diabo e um dos quatro fundadores (Isabel Guerreiro, Ana Clara e Liliana Soares) , surgiu após uma situação de desemprego que atingiu os membros da 4News, tendo a ideia de arrancar com esta iniciativa sendo consolidada em finais do ano passado.

 

“Da nossa experiência apercebo-nos que cada vez mais as empresas recorrem a serviços externos, à peça, e pensámos porque não criar um site onde oferecemos esses serviços?”, recorda João Naia.

 

A empresa, ainda em fase de apresentação ao mercado, poderá realizar artigos e reportagens por solicitação de editoras de media, press releases (”uma forma de entrarmos na área das empresas, já que temos uma colega que tem experiência de agência de comunicação”), mas também intermediar junto de editoras propostas da crescente rede de contactos de profissionais que têm abordado a empresa nesse sentido.

 

Os preços variam entre os 50 a 300 euros, dependendo da dimensão do artigo.

 

João Naia não adianta expectativas de receptividade do projecto no mercado, dado o seu estado “embrionário”.

publicado por paradiselost às 09:37

10
Jan 10

Conselho de Redacção da Lusa tem manifestado as suas preocupações ao director, Luís Miguel Viana

A Lusa deixou de aceitar estudantes de jornalismo para estágios curriculares.

 

A questão prende-se com a publicação das notícias feitas pelos candidatos a jornalistas.
 

"Neste momento não temos nenhum estágio curricular", confirmou ao CM Afonso Camões, presidente da Lusa.

 

"A questão foi levantada pelo Conselho de Redacção (CR), que fez queixa à Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC).

 

Como o Sindicato dos Jornalistas (SJ) deu um parecer contrário e o conflito ainda não está resolvido, não temos aceitado estes estagiários."

 

Os alunos dos cursos de Jornalismo ficam, assim, impedidos de iniciar a profissão num órgão detido em 50,14% pelo Estado.

 

Entretanto, o CR está preocupado com a possibilidade de as noites informativas passarem a ser feitas a partir de Macau.

 

"O actual responsável das madrugadas, em Lisboa, deve sair com reforma antecipada.

 

E, se houver um terramoto, como no outro dia?", refere ao CM fonte da agência.

 

Em Novembro, o director, Luís Miguel Viana, reuniu com o CR e admitiu que, "tendo em conta as novas tecnologias, é indiferente a madrugada ser feita em Lisboa, Porto ou Macau".

 

Carolina Dias foi uma das visadas dessa reunião. O CR questionou o director sobre a "transferência compulsiva da jornalista para a direcção comercial, função incompatível com a sua carteira profissional e ilegal".

 

O director, porém, "não considerou que essas funções fossem incompatíveis".

 

Já esta semana os jornalistas da Lusa foram informados de que vai passar a haver prémios, em dinheiro, para a melhor notícia e desempenho do mês.

publicado por paradiselost às 17:20

francisco_sarsfield_cabral.jpg

Francisco Sarsfield Cabral arrancou ontem, com um novo programa na Rádio Renascença. Chama-se "Res Publica" e vem assinalar as comemorações do centenário da República.

Segundo adianta o Grupo Renascença o Res Publica será um programa semanal (emitido aos sábados, ao meio-dia) que conta com a presença de figuras de referência da sociedade portuguesa.

 

“Um programa que quer fazer o ponto da situação do século que passou, olhar para o presente e projectar o país que vamos ser no futuro”.

“Do caos à ditadura, da repressão à democracia. Em 100 anos de existência: Que país fomos? Que país vamos ser? São estas as respostas que o RES PUBLICA vai procurar encontrar”, adianta o comunicado.

A emissão de estreia conta, como convidados, com Dom Manuel Clemente e Mário Soares, que analisam as relações Igreja / Estado.

publicado por paradiselost às 17:15

Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
15
16

17
18
19
20
21
22
23

25
26
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Contador de Visitas
Sobre mim e autores
pesquisar
 
links
blogs SAPO