Comunicar pode ser fácil... Se no tempo que a vida nos permite procurarmos transmitir o essencial, desvalorizar o acessório e contribuir, num segundo que seja, para que a mensagem se assuma como tal e não como um universo de segredos...

29
Dez 09

Jogos do Facebook irritam empregadores

Facebook, MySpace e outros sites de redes sociais já são considerados uma praga nas empresas, porque têm contribuído muito para reduzir a produtividade.

 

E agora surgem novos aplicativos que aumentam ainda mais a preocupação dos empregadores: os jogos.

 

Eles permitem que as pessoas joguem sem que todos os participanetes estejam on-line.

 

De acordo com uma recente pesquisa da Associated Chambers of Commerce and Industry of India, cerca de 12,5% da produtividade do setor empresarial é desviada a cada dia para atividades em sites de redes sociais.

 

Jogos como FarmVille, Cafe World, Restaurant City, Pet Society e Happy Aquarium ganhassem popularidade entre os trabalhadores, que se conectam para jogá-los durante o expediente.

 

"O que estamos vendo são mais e mais pessoas e organizações que reconhecem a perda de produtividade.

 

Provavelmente os executivos de informática vão criar mais bloqueios para esses aplicativos”, disse Rebecca Wettermann, da Nucleus Research, que conduziu um estudo recente sobre os efeitos das redes sociais sobre a produtividade no ambiente profissional.

 

O levantamento constatou que cerca de metade dos funcionários de escritórios americanos visitam sites de redes sociais no horário de trabalho, o que resulta em uma perda média de 1,5% da produtividade total do escritório.

 

O Facebook, que conta com 350 milhões de usuários no mundo, diz que pelo menos 20% de seus membros jogam on-line.

 

Sebastien de Halleux, presidente-executivo e co-fundador da Playfish, produtora de jogos on-line, disse que o crescimento na Ásia é mais rápido que em outras regiões.

 

"Não tínhamos ideia de que a difusão seria tão rápida.

 

Quando conquistamos 100.000 usuários mensais, achávamos que fosse o auge.

 

Agora, com 60 milhões de usuários, achamos que estamos apenas no começo de algo muito maior."

publicado por paradiselost às 09:46

dn.jpg

O Diário de Notícias completa terça-feira 145 anos de existência, o que o torna num dos jornais generalistas mais antigos do país.

 

Fundado em 1864 por Eduardo Coelho e Tomás Quintino Antunes, o jornal já teve ao longo da sua história vários colaboradores que marcaram diferença na escrita, entre os quais Eça de Queirós e José Saramago, este último como director-adjunto do jornal em 1975.

 

O Diário de Notícias, que custava dez réis, propunha-se publicar notícias de todos os dias, de todos os países e de todas as especialidades.

 

Foi o primeiro jornal de venda ambulante nas ruas e ao fim de seis meses de publicação já tinha cerca de cem ardinas.

 

No dia 25 de Abril de 1940, foi inaugurada com uma grande festa a sede histórica do jornal, situada na Avenida da Liberdade em Lisboa.

 

Com uma tiragem média de mais de 43 mil exemplares, números referentes a Novembro, este jornal teve também vários proprietários.

 

Actualmente pertence à Global Notícias, uma empresa do Grupo Controlinveste, e tem como director João Marcelino.

publicado por paradiselost às 09:37

Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
23
24
25
26

27
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Sobre mim e autores
pesquisar
 
links
blogs SAPO