Comunicar pode ser fácil... Se no tempo que a vida nos permite procurarmos transmitir o essencial, desvalorizar o acessório e contribuir, num segundo que seja, para que a mensagem se assuma como tal e não como um universo de segredos...

11
Nov 09

psd_logo.jpg

O  Grupo Parlamentar do PSD contratou a NextPower, de Rodrigo Moita de Deus, para dinamizar e coordenar as actividades relacionadas com as ferramentas sociais e os “new media”, anunciou ao Briefing fonte da consultora.
 

Rodrigo Moita de Deus já aparecera ligado no passado recente a iniciativas do PSD na mesma área, nomeadamente junto da presidente do partido, Manuela Ferreira Leite.

Na informação prestada ao Briefing, fonte da consultora explicou que o início do projecto está a coincidir com o arranque do novo ciclo legislativo, embora ainda não seja possível agendar o momento em que o mesmo terá visibilidade.

A NextPower assume-se como uma consultora de conteúdos gerados pelo público.

 

Entre a sua prestação de serviços consta a consultoria estratégica de media sociais, incluindo desenvolvimento de canais, eventos e programas activos de comunicação em 2.0, a produção de conteúdos para Web, monitorização de redes sociais e comunicação activa nos meios sociais.

publicado por paradiselost às 16:18

 

 

 

 

 

 

 

O organismo regulador dos media instou a RTP a cumprir o pluralismo político-partidário, na semana em que CDS-PP e PCP anunciaram que iriam apresentar queixa por não terem sido convidados para o "Prós e Contras".

 

Esta deliberação da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) já estava a ser preparada desde Julho, mês em que o conselho regulador do organismo a divulgou e deu à RTP a possibilidade de responder.

 

A deliberação, aprovada com o voto contra de um dos conselheiros - Luís Gonçalves da Silva - "insta a RTP a cumprir com maior rigor o pluralismo político-partidário, em particular no que respeita à representação dos partidos políticos, com e sem representação parlamentar, cujos valores mais se afastam dos valores-referência definidos pela ERC".

 

Na deliberação, a ERC sublinha "o empenho manifestado pela RTP em trabalhar com a ERC no aperfeiçoamento do modelo de avaliação do pluralismo político-partidário".

 

O relatório sobre o pluralismo foi entregue em Junho à Comissão de Ética, Sociedade e Cultura da Assembleia da República.

 

A ERC critica ainda que, "na informação diária da RTP 1, RTP2 e RTPN, a presença do PSD se encontre manifestamente abaixo dos valores-referência, tendência já identificada em 2007" bem como a "a presença residual, na informação diária da RTP1, RTP2 e RTPN, dos partidos da oposição sem representação parlamentar".

 

A ERC considera também negativa "a ausência, no ano de 2008, de representantes do CDS/PP, do PEV e de partidos sem representação parlamentar e a presença reduzida de representantes do PCP e do BE, no programa 'Prós e Contras', com repercussão na RTPN, onde as emissões analisadas foram reexibidas".

 

Esta semana, o CDS-PP e o PCP anunciaram que iriam apresentar queixa à ERC contra a RTP por não terem sido convidados para participar na edição de segunda-feira do programa "Prós e Contras" sobre prioridades da governação.

 

A Lusa tentou contactar o director de informação da RTP e o presidente da ERC, mas, até ao momento, tal não foi possível.

publicado por paradiselost às 16:12

Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

15
19
21

24
25
26
27
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Contador de Visitas
Sobre mim e autores
pesquisar
 
links
blogs SAPO