Comunicar pode ser fácil... Se no tempo que a vida nos permite procurarmos transmitir o essencial, desvalorizar o acessório e contribuir, num segundo que seja, para que a mensagem se assuma como tal e não como um universo de segredos...

24
Jan 13

A ler no SEMANÁRIO BRAGA

 

A Falácia da Utopia

 

Nos últimos dias temos assistido a um corridinho de notícias na nossa bem-amada democracia. Mas vamos deter-nos na reforma do nosso Estado. O actual governo de coligação resolveu, e bem, iniciar a reforma do Estado.

 

... Os cidadãos portugueses, já brutalmente carregados de impostos e de sobretaxas sobre impostos, ficaram assim mais uma vez à margem da construção do futuro Estado Social que a todos interessa. Mas como já estamos habituados a este modus operandi do actual governo da coligação, só nos resta ir ao wikipédia e tentar perceber o que significa “Chatham House Rule”. A partir daqui, o cidadão comum, aquele que só serve para pagar impostos e ser ignorado das discussões do seu próprio futuro, fica a perceber a subtileza deste governo na forma de censurar e colocar a população portuguesa à margem de todo este processo. As cabeças pensantes da nossa democracia acham-se donas da verdade, mas de cada vez que tomam decisões lançam o pânico sobre quem trabalha e baralham cada vez mais as pessoas. Chegam tarde às boas decisões, não resolvem problemas às populações e apenas adiam as verdadeiras soluções. O distanciamento e o autismo que a coligação demonstra não augura nada de bom. A Utopia que queria construir começa a ruir pela base, porque não tem em consideração essa mesma base da sociedade. Podemos concluir que sociedade a construir não passa de uma falácia.

 

publicado por Marco Freitas às 16:14

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
19

20
21
23
26

27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Sobre mim e autores
pesquisar
 
links
blogs SAPO