Comunicar pode ser fácil... Se no tempo que a vida nos permite procurarmos transmitir o essencial, desvalorizar o acessório e contribuir, num segundo que seja, para que a mensagem se assuma como tal e não como um universo de segredos...

21
Nov 08
1-535-1.jpg

Os concursos para a Televisão Digital Terrestre (TDT) já iniciaram. De acordo com a lei da televisão vão decorrer dois concursos públicos: um referente aos canais pagos e outro aos de sinal aberto.

O primeiro vai atribuir duas licenças: uma de telecomunicações e outra de conteúdos.

Os concorrentes têm cinco multiplexers à escolha: dois de âmbito nacional e três de âmbito regional, o que neste caso corresponde a um mínimo de 30 e um máximo de 50 canais no total. Destes entre 12 e 20 serão de âmbito nacional.

O segundo é lançado pela Autoridade Nacional das Comunicações (Anacom). Este é dirigido a empresas que queiram gerir a plataforma dos canais não pagos.

Até agora já se mostraram interessados neste concurso a Media Capital, a Portugal Telecom, a PT Multimédia e a Visabeira.

Os portadores da licença para canais pagos vão ter de cobrir 75% da população em três anos e meio. Já os portadores de licença para canais gratuitos vão ter de cobrir 99% da população em três anos.

No entanto, estes últimos poderão recorrer a outros meios como o satélite, por exemplo, para 14% da população.

As regras foram publicadas no "Diário da República", após a portaria ter sido assinada pelos ministros dos Assuntos Parlamentares e das Obras Públicas.

Quem estiver interessado tem um prazo de 40 dias para entregar as propostas, sendo que o prazo termina a 22 de Abril.

Quanto ao quinto canal gratuito anunciado, o Governo tem um prazo de 180 dias para lançar o concurso.
publicado por Marco Freitas às 18:09

Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
14
15

16
22

23
25
29



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sobre mim e autores
pesquisar
 
links
blogs SAPO