Comunicar pode ser fácil... Se no tempo que a vida nos permite procurarmos transmitir o essencial, desvalorizar o acessório e contribuir, num segundo que seja, para que a mensagem se assuma como tal e não como um universo de segredos...

26
Nov 08
S299CAE6EN1HCA0MPVS1CAH3XYB9CA4LCKSDCAMHTDXOCATJ2LECCAS3QDV6CAJQAHJUCAFA5LJYCAPZO0WXCA02SSNTCAH1DWWBCA17M2M4CAPL22UECAT8DTMXCAWA3BDRCA67LF6VCA86PLL4.jpg

Aproveitando o facto de o parlamento italiano discutir, a 26 de Novembro, o código do trabalho e a precariedade no jornalismo, a Federação Europeia de Jornalistas (FEJ) relembrou a necessidade de abordar nesse âmbito o caso da estação televisiva La7, que anunciou em Setembro que pretendia despedir 25 dos 88 jornalistas que emprega.

A organização considera que a concretizar-se a acção de despedimento na empresa detida pela Telecom Italia Media “o pluralismo e a qualidade dos média em Itália ficará seriamente ameaçada”, dado que a La7 é a terceira maior rede do país e é vista como o canal mais imparcial e independente num cenário audiovisual altamente politizado.

À frente da La7 estão o grupo Mediaset, da família Berlusconi, e a RAI, emissora pública que actualmente é também controlada, ainda que indirectamente, pelo presidente do conselho, Silvio Berlusconi.

Além da questão da La7, a FEJ e a Federação Nacional da Imprensa Italiana (FNSI) instaram o parlamento transalpino a abordar também a necessidade urgente de um novo acordo colectivo para a classe
publicado por Marco Freitas às 17:57

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
14
15

16
22

23
25
29



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Contador de Visitas
Sobre mim e autores
pesquisar
 
links
blogs SAPO