Comunicar pode ser fácil... Se no tempo que a vida nos permite procurarmos transmitir o essencial, desvalorizar o acessório e contribuir, num segundo que seja, para que a mensagem se assuma como tal e não como um universo de segredos...

18
Nov 09

rainha-fabola-19-5-225

O objectivo da principal agência de notícias da Bélgica de promover o chamado "jornalismo do cidadão" desembocou numa grande polémica, depois da difusão da falsa morte da rainha Fabiola.

 

"A história de uma incrível derrapagem provocada pela… agência Belga", resumiu terça-feira o diário francófono Le Soir, num artigo cujo título era "Fabiola afinal está viva".

 

A empresa inaugurou segunda-feira um novo fluxo de notícias, com o rótulo "Ave News", que os seus principais clientes começaram a receber junto com as notícias normais.

 

Os conteúdos desse fluxo informativo provinham de um novo serviço, o "I have news(Eu tenho notícias)", criado pela Belga, seguindo o modelo do Twitter, uma rede de microblogues online.

 

O objectivo era "não perder nenhuma informação", podendo dela ser testemunho qualquer cidadão.

 

Através da página http://www.ihavenews.be", a Belga garantia, e continua a garantir ainda, enviar "a todas as redacções do país" a noticia que quem quer que tenha "visto ou ouvido alguma coisa interessante perto da sua casa" ou que tenha sido "testemunha de algo mais do que um mero incidente".

 

Apesar das precauções (é obrigatório registar-se, indicar o número de telefone e o correio electrónico), um participante introduziu no sistema a informação falsa de que a rainha tinha morrido.

 

"A rainha Fabiola morreu. Faleceu ao comunicar-se-lhe a separação de Laurent e Claire", informava o autor, Jos Joskens (que pode traduzir-se como "homem da rua").

 

A falsa notícia apoiava-se no rumor sobre os supostos desentendimentos entre os dois príncipes.

publicado por paradiselost às 15:41

Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

15
19
21

24
25
26
27
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Contador de Visitas
Sobre mim e autores
pesquisar
 
links
blogs SAPO