Comunicar pode ser fácil... Se no tempo que a vida nos permite procurarmos transmitir o essencial, desvalorizar o acessório e contribuir, num segundo que seja, para que a mensagem se assuma como tal e não como um universo de segredos...

31
Ago 10

Com o intuito de discutir a aplicabilidade ao caso português de um modelo de análise objectiva da situação do sector da comunicação social em matéria de pluralismo, o GMCS vai levar a cabo um debate multidisciplinar, sob a forma de colóquio, reunindo representantes da indústria, jornalistas, entidades reguladoras e mundo académico, a realizar no Palácio Foz, no próximo dia 29 de Setembro.

 

Entre os oradores estará a Dra. Katrien Lefever, da Universidade Católica de Lovaina, membro da equipa de peritos responsável pela elaboração do estudo "Indicadores de pluralismo dos media", apresentado pela Comissão Europeia em 2009.

 

A participação no colóquio é gratuita, sendo todavia indispensável uma inscrição prévia, com indicação do nome e da instituição que se representa, através da seguinte morada de correio electrónico: eventos@gmcs.pt

publicado por paradiselost às 18:06
editado por Marco Freitas em 25/01/2013 às 16:22

30
Ago 10

usa_today.jpg
O segundo maior jornal dos Estados Unidos, o USA Today vai proceder a uma reforma para conquistar mais leitores e anunciantes, reforçando a aposta na sua plataforma online.

O publisher do jornal, David Hunke, declarou à Associated Press que o jornal deve demitir cerca de 9 % do seu pessoal – o equivalente a 130 funcionários dos 1500 empregados pelo jornal - a partir de Setembro.

De acordo com a Associated Press, ainda não está definido quais os departamentos que sofrerão mais com estes cortes que pretendem combater a perda de publicidade do diário.

No segundo trimestre deste ano, o USA Today vendeu 580 páginas a anunciantes, metade do que registou no mesmo período em 2006. O jornal, que pertence ao grupo editorial Gannett, deixou claro que a mudança será a mais dramática de seus 28 anos de existência mas que estas o irão preparar para os próximos 25 anos.

As diferentes áreas editoriais - Notícias, Desporto, Dinheiro e Vida - deixarão de ser geridas separadamente por editores. Segundo a Associated Press, a redacção passará sim a funcionar por "anéis de conteúdo", coordenados por editores que serão nomeados ainda ano.

Ainda segundo a Associated Press, o USA Today vai se focar menos no impresso e mais na produção de conteúdo para todas as plataformas digitais, como internet, telemóvel e iPad. "Temos de ir de encontro à audiência", referiu o editor-executivo John Hillkirk à agência. "Se as pessoas estão loucas atrás do iPad, do iPhone ou de outros dispositivos móveis, temos de estar lá com o conteúdo que elas querem, no momento que elas quiserem". No caso do iPad, o tablet da Apple está a criar nos media a expectativa de novas assinaturas e receitas publicitárias.

O USA Today procura também novas formas de atrair anunciantes e criar novos negócios impulsionados pela mudança na forma de produzir conteúdo.

 

Em entrevista à Associated Press, Hunke afirmou que sob circunstância alguma a integridade editorial será afectada. O Publisher do USA Today declarou ainda: "Não vejo problema em procurar novas estratégias que funcionem para os anunciantes. Se assim o fizermos teremos um futuro próspero."

publicado por paradiselost às 15:52
editado por Marco Freitas em 25/01/2013 às 16:25

Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Contador de Visitas
Sobre mim e autores
pesquisar
 
links
blogs SAPO