Comunicar pode ser fácil... Se no tempo que a vida nos permite procurarmos transmitir o essencial, desvalorizar o acessório e contribuir, num segundo que seja, para que a mensagem se assuma como tal e não como um universo de segredos...

31
Ago 09

rai3

A televisão pública italiana RAI proibiu a emissão de um documentário intitulado "Videocracy", alegando ser "uma mensagem política" crítica a Silvio Berlusconi "e não um filme".

 

Segundo média italianos citados pelo jornal "El Mundo", o documentário aborda o nascimento e a evolução do grupo de comunicação Mediaset, detido por Berlusconi.

 

Em comunicado, a RAI explica que Itália não se encontra em período de campanha eleitoral e, defendendo o pluralismo da estação, considera que se o filme faz uma crítica a uma facção política, então a ideologia contrária deve também ter o seu espaço de antena.

 

O responsável pela distribuidora do documentário, Domenico Procacci, afirma que a peça não é um ataque a Berlusconi, mas sim um relato sobre 30 anos de comunicação em Itália.
 

 

publicado por paradiselost às 12:23

 

Mercado da comunicação vira-se para o turismo e saúde. Eleições também trazem mais clientes.

 

As empresas de comunicação continuam a crescer em Portugal.

 

Há quem defenda que a crise incentivou a sua procura em áreas como o turismo e que a quebra no sector financeiro foi compensada pela saúde.

 

Andam é com os clientes mais ao colo.

 

A acreditar nos seus responsáveis, com a crise, houve ajustes, avenças que baixaram - com alguma concorrência desleal a vir ao de cima - os clientes tornaram-se mais exigentes, mas o mercado continua pujante.

 

No Porto, a Press-à-porter, criada em Maio, facturou em três meses o que planeava contabilizar até ao final do ano.

 

As empresas preferem sacrificar o investimento publicitário ao pagamento das agências que lhes trata da comunicação, cujo barómetro principal é ainda a publicação de notícias nos jornais.

 

Cunha Vaz considera que a crise tem provocado "uma maior procura de agências especializadas" e que, na empresa que gere, a crise "não teve reflexos relevantes".

 

Parte do crescimento da Cunha Vaz Associados, com seis anos completos , cerca de 90 funcionários, responsável pela comunicação, entre outros, da Estoril Sol e da Sonaecom, tem sido feito lá fora, em Angola, onde organizou, recentemente, a logística da visita do Papa.

 

Também Vítor Cunha reconhece que, em virtude da conjuntura, as empresas perceberam que "não podem descurar a comunicação com o exterior".

 

Para este sócio da JLM (João Líbano Monteiro), no mercado há 11 anos, com uma equipa que ronda as duas dezenas, em perspectiva de crescimento, dedicada exclusivamente à consultadoria empresarial (como sublinha), sentiu-se algum reforço nesta área por se tornar imperioso ser eficaz na transmissão da mensagem.

 

No seu caso, a carteira de clientes (Santander, Impresa, por exemplo), aumentou em 2009, e, curiosamente, também a exigência de dedicação por parte dos clientes antigos.

 

A proliferação de agências fez com que os mimos para com os clientes tenham sido redobrados nesta fase, faz notar quem trabalha nesta actividade.

 

Luís Paixão Martins, fundador da LPM, descreve este ano como "muito positivo por causa das áreas da saúde e do turismo. Apareceram projectos novos para clientes antigos".

 

Além de ter cativado empresas estrangeiras. A LPM, onde trabalham 106 profissionais é, porventura, a agência com a orgânica mais multifacetada no mercado nacional: assegura a comunicação do PS e presta serviços de "media training", cuja missão é preparar quem vai ser entrevistado ou falar em público.

 

De qualquer modo, Luís Paixão Martins é cauteloso e resfria os ânimos dos optimistas.

 

Diz ele que de acordo com um estudo que contemplou 15 empresas do ramo, relativo a 2008, se não fosse o mercado angolano, o saldo comercial não seria tão positivo.

 

O facto de estarmos em véspera de eleições também cria novas oportunidades de negócio. Luís Paixão Martins acrescenta, porém, que a política é uma área secundária na sua empresa.

 

A LPM está a tratar da comunicação de seis autarcas do PS. "Dá visibilidade, mas tem muito escrutínio público", atira.

 

"A LPM vai facturar cerca de 10 milhões de euros em 2009. No segmento de política, não chegaremos a um milhão", concretiza ainda.

 

Os proprietários da Press- à-porter, sediada no Porto, arriscaram criar uma agência em Maio último e não têm motivos para queixas.

 

As expectativas foram superadas: ganharam em três meses o que previam amealhar até Dezembro.

 

Nuno Nogueira Santos, um dos sócios da empresa que envolve, para já, meia-dúzia de pessoas, considera que o mercado da comunicação não está completamente explorado em Portugal.

 

A Ordem dos Médicos Dentistas e a Associação Portuguesa do Sono são seus clientes.

 

Na política, um candidato à Câmara de Paredes conta com a sua consultadoria, sendo que outros contactos políticos estão em curso.

 

"Queremos crescer na área política, ajudar os autarcas na concepção do discurso, orientá-los em relação aos 'timings' dos média".

 

Conhecido entre os pares por ter sido assessor de imprensa de Valentim Loureiro (autarca de Gondomar), Nuno Nogueira Santos refere que o seu trabalho inclui explicar ao cliente como funcionam os jornais e os jornalistas.

 

O "slogan" da Press-à porter- "comunicação à medida" - não foi alheio ao momento da Economia. "Adaptamo-nos o mais possível às necessidades do cliente".

publicado por paradiselost às 10:07

 

 

As revistas Bastidores, Luxury & Glamour e Ibérica Coast mudaram de mãos.

 

Os títulos editados pela Press Coast de Paula Martim foram adquiridos por Carlos André, empresário ligado ao ramo imobiliário que também comprou uma participação “grande” da editora, por um valor que Paula Martim se escusou a revelar.

 

A entrada do empresário é justificada com “a conjuntura actual do país”, mas também pelos projecto de uma nova revista, a L&G Men, bem com o lançamento de um canal de web TV, o Canal Bastidores, “havendo por isso necessidade de outro apoio à editora”.

 

Paula Martim mantém-se na direcção editorial dos títulos da Press Coast, com a excepção da revista masculina que será assegurada por Carlos André.

 

O empresário assume simultaneamente as funções de director comercial de todas as publicações da editora.

 

A equipa fixa da editora de 10 pessoas “mantém-se” assegura Paula Martim, tendo sido inclusive a área comercial reforçada com dois novos comerciais.

 

Nos planos da Press Coast, adianta Paula Martim ao M&P, está a entrada na edição de livros “técnicos, ligados ao teatro (com edição de peças) e biografias” a serem distribuídos no canal livraria.

publicado por paradiselost às 09:41

28
Ago 09

mascote-3m.jpg

A Post-it desenvolveu uma mascote de maneira a aumentar a visibilidade da marca, no período de compras de regresso às aulas.

 

Esta marca fez uma parceria com a Staples Office Centre que prevê que de 29 de Agosto a 16 de Setembro a mascote percorra lojas desta insígnia.

 

publicado por paradiselost às 16:04

 

 

 

A Universidade Nova de Lisboa, em parceria com o Media XXI e ao European Media Management Education Association Association, está a organizar um encontro científico sobre tendências da indústria dos media.

No âmbito deste encontro que se realiza a partir da próxima segunda-feira até 6 de Setembro, realiza-se um curso dirigido a estudantes de doutoramento.

Rui Cádima e Paulo Faustino são responsáveis pelo encontro que conta com a participação de diversos especialistas de economia, gestão e políticas dos media, como o economista Robert Picard ou João Palmeiro, presidente da APImprensa.

 

 

 

 

 

 

 

publicado por paradiselost às 15:50

26
Ago 09

Terminam no próximo dia 1 de Setembro as candidaturas ao Programa Anual de Subvenções do Parlamento Europeu (PE) para 2010.

 

O programa financiado pela instituição europeia visa prestar apoio a projectos de rádio, televisão e websites subordinados a temáticas relacionadas com o Parlamento Europeu.

 

O programa apoia cada projecto até um máximo de 70% do custo total, tendo como orçamento global previsto para todos os países da União Europeia 5 milhões de euros.

 

Os projectos deverão ser implementados entre Janeiro de 2010 e Abril de 2011

 

publicado por paradiselost às 16:45

24
Ago 09

Para quem está saturado de campanhas políticas no período eleitoral, sobretudo em virtude da sensação de mero agente passivo quando se discute algo que a todos os portugueses diz respeito, tem motivos para ficar entusiasmado.

 

Afinal, a apelidada "demagogia partidária" poderá agora ter direito ao contraditório numa página Web gizada para fomentar o debate entre cidadãos e políticos.

 

 

Joel Agante, jurista, Pedro Agante e Artur Sousa, ambos engenheiros, são os responsáveis pelo arquitectar desta iniciativa inédita residente na Internet em liberopinion.pt.

 

Democracia electrónica é o nome escolhido para intitular um conceito que permitirá levantar questões sobre programas partidários e medidas defendidas pelas várias facções políticas.

 

Posto isto, os eleitores terão voz activa e poderão ver esclarecidas pertinentes dúvidas, além de lhes ser facultada a oportunidade de ali fazerem sugestões.

 

publicado por paradiselost às 10:38

21
Ago 09

Bareme Imprensa: Diários reforçam audiências no 1º trimestre

O jornal «Meia-hora» vai deixar de ser publicado em Setembro e a sua redacção e activos vão ser absorvidos pelo diário gratuito «Metro».

 

Segundo o presidente da Holmedia,Alberto do Rosário, citado pela Lusa, a empresa e a Metro News Publicações (proprietárias do «Metro»), chegaram a acordo, confirmando a «tendência de consolidação do segmento da imprensa gratuita».

 

O responsável pela Holmedia acrescentou que os jornais gratuitos têm «um futuro extraordinariamente promissor pelas características que o definem: notícias concisas de qualidade, momento de leitura e soluções inovadoras de comunicação para os anunciantes».

 

publicado por paradiselost às 18:48

20
Ago 09

 A notícia foi encontrada na Meios e Publicidade. A recuperação do sector é uma boa notícia e uma esperança de todos os que gostam do sector... Contudo, tenho dúvidas... Especialmente quando no campo da publicidade, até 2013, as contas apontam para uma constante quebra. 

 

LER MAIS...

 

publicado por Marco Freitas às 01:00
música: que

18
Ago 09

Mídias em crise

A queda de circulação dos jornais e a concentração de veículos nas mãos poucos grupos ameaça o pluralismo, a independência jornalística e a democracia. Além da concorrência implacável da Internet, esta crise é fruto da perda de credibilidade da imprensa escrita...
 
Texto de IGNACIO RAMONET...
 

publicado por Marco Freitas às 00:52

Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
19
22

23
25
27
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Contador de Visitas
Sobre mim e autores
pesquisar
 
links
blogs SAPO