Comunicar pode ser fácil... Se no tempo que a vida nos permite procurarmos transmitir o essencial, desvalorizar o acessório e contribuir, num segundo que seja, para que a mensagem se assuma como tal e não como um universo de segredos...

07
Mar 13

Ontem (dia 6 de Março de 2013), na comunicação social e nas redes sociais (à escala) um dos temas polémicos debatidos foi o do quid pro quo entre um membro da Presidência do Governo Regional e o DN Madeira. 

 

Neste post coloco aquilo que foi dito pelas partes para o leitor tomar nota sobre o "caso". 

 

Olhando para este "não-assunto" mediático  - é assim que o caracterizo apesar de óbvias discordâncias de muitos especialistas da comunicação social -, a primeira e principal pergunta que tenho em mente é se esta "birra" era merecedora de espaço público, designadamente numa época em que a panóplia de assuntos com enfoque público é grande e preocupante? Será que o enfoque em "fait-divers" desta natureza é um verdadeiro contributo para o debate do futuro da Madeira, incluindo neste as questões da comunicação social?

 

Onde vamos parar...Madeirenses?!!... 

 

 

 

 

http://www.dnoticias.pt/actualidade/politica/373670-andre-freitas-justifica-falta-de-pachorra

 

 

 

 

A resposta também foi dada no Jornal da Madeira...

 

http://online.jornaldamadeira.pt/artigos/presidência-do-governo-regional-denuncia-“mais-mentiras-do-diário-blandy”

 

 

publicado por Marco Freitas às 15:17

Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
20
21
22
23

24
26
27
28
29
30

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Contador de Visitas
Sobre mim e autores
pesquisar
 
links
blogs SAPO